domingo, maio 29, 2005

A VIDA COMO ELA É



Posted by Hello


Essa aí é a capa do novo livro do meu amigo Allan Sieber, quadrinista gaúcho(e bagaceiro) radicado no Rio de Janeiro. O Allan é considerado “o maior autor de humor da nova geração” (opinião do site da editora Conrad), e não é exagero dizer isso.

“Vida de Estagiário” é a reunião de suas tiras publicadas semanalmente na Folha de S.Paulo, e é engraçado mesmo, como todos os outros trampos do cara.Conheço o Allan há uns 10 anos; ele editava uma revistinha muito foda, aGlória Glória Aleluia, e logo tornou-se também colaborador do zine que eu editava, o Cabrunco.

O Cabrunco foi um projeto que durou 2 anos, 95 a 97. Na época eu era um moleque cabeludo, e shows de rock eram rotina. Era uma vida boa. Conheci muitos lugares e pessoas, algumas das quais sou amigo até hoje (tipo oAllan). Fiz umas entrevistas c/ uma galera que hoje em dia é bombada na mídia, tipo o D2 e a Pitty, entre outros. E mais. Mas na real, eu nunca gostei muito de fazer o papel de entrevistador. E decidi acabar c/ o zine após o acidente que matou Chico Science. Eu estava em Recife, e o que aconteceu me deixou num bode tão grande que decidi encerrar o zine...

Esse flashback bateu domingo passado, na porta de um show do Mundo LivreS/A. Lá estávamos, eu & minha namorada: eu c/ o salário atrasado, ela desempregada. Não entramos. E me bateu um puta bode de novo, algo me dizendo que não adianta negar minha “veia rocker” - quando a parada tá no sangue, já era.

Trecho de entrevista c/ Fred Zero Quatro publicada no Cabrunco #4: “A gente sabia que Recife (...) estava fora do eixo de profusão, de difusão de informação (...) aí eu tirei essa onda de Mangue Bit (...) já sabendo que ia dar rolo, esse mal-entendido, Bit com Beat, e pá. (...) E acho que a genteconseguiu atingir esse objetivo. Banda de periferia, sem um puto no bolso,foi gravar um disco c/ cavaquinho e duas congas, saca?” Só... Os caras estão aí até hoje.

A Nação Zumbi continua, firme & forte. O D2, aPitty, tá todo mundo aí. E eu? Tô vivo ou apenas sobrevivo?...Nessa mesma edição c/ o Zero Quatro foi publicada a 1ª colaboração doAllan Sieber p/ o Cabrunco, a série de tiras “A Vida Como Ela É”; era um diálogo entre 2 moleques:

- Todo mundo sabe que a sua mãe é uma vadia e trabalha na zona!
- Pelo menos o meu pai não dá o cu! E tb. não chupa pau c/ merda e gosta!

...O Allan e seu humor requintado.

Um comentário:

Joacy Jamys disse...

Viva la brasa! Estava sacando o goooogle e vi que fizeram uma citação do meu site "atrasado" Grito Punk. Atualmente, sou vocal da Ultima Marcha - http://ultima.marcha.vila.bol.com.br e faço também meu site pessoal
www.joacyjamys.com.br e estou colocando teu link lá. Se der, apareça. Abraços e obrigado.