quarta-feira, novembro 15, 2006

SÓ NEGANDO *
O havaiano Sunny Garcia, campeão mundial de surf 2000, passará 3 meses atrás das grades por sonegação fiscal nos EUA. Além da temporada na cadeia, ele terá que cumprir 7 meses de prisão domiciliar, prestar 80 horas de serviços comunitários e pagar o equivalente a seis meses de impostos à Justiça.
HAOLES, GO HOME!Local da ilha de Oahu e crescido na periferia de Waianae em uma família pobre, Sunny foi educado nas ruas e se tornou um dos animais mais ferozes do surf. “Ele dá às pessoas uma impressão negativa a respeito dos surfistas locais”, disse o surfista americano Chris Owens no reality show
Boarding House: North Shore”, veiculado no canal da Warner em 2003.
O north shore (lado norte) de
Oahu
é o lugar onde estão concentrados os surfistas mais xenófobos do mundo. Os caras odeiam os estrangeiros que todo o inverno – época das maiores ondas – aportam no arquipélago em busca de aventuras. Esses são os “haoles”, o oposto dos “locais”, que criaram até um clube, o Hui O´hee Nalu, que reúne os mais sinistros representantes do surf havaiano em prol de manter as praias “limpas”. Sunny não só é um deles, como também é patrocinado pela marca do clube, a Da Hui.Logo no segundo episódio de “Boarding House...”, Garcia, o astro do programa, fechava o tempo pra cima do gringo Owens após ter sido rabeado numa onda. “Um campeão mundial não age assim”, protestou a vítima. “O que ele faz está mais pra Mike Tyson que pra Michael Jordan.”
PATADA DE TIGRE
Não é exagero. Sunny Garcia parece mais um lutador de jiu-jitsu peso-pesado que um surfista, e seu temperamento forte sempre lhe causou problemas – e ajudou a criar sua fama de mau. Já acertou pranchada em fotógrafo e gostava de xingar os adversários. Mas também consegue canalizar sua força bruta e massa muscular pra destruir as ondas, com rasgadas conhecidas como “patadas de tigre”. Um animal.Dono de um talento natural, abandonou os estudos em 1986 e se tornou profissional aos 16. Em menos de um ano, já era Top da ASP e apontado como futuro campeão. Mas o título mundial demorou. Garcia passou uma década entre os 10 primeiros do ranking, terminando várias vezes em 3º, até finalmente vencer em 2000. Além de campeão mundial, também é hexacampeão da Tríplice Coroa Havaiana, uma série de eventos clássicos como a World Cup e o Pipe Masters.Com uma trajetória tão vitoriosa, nosso herói obviamente acumulou também uma boa grana. Entre os seus bens estão casas em Oahu, no Kauai, e em San Diego, Califórnia, além de carros, motos e uma esposa super-gata. “Eu não comecei a surfar pensando em ganhar dinheiro. Mas penso que, pela minha origem pobre, me senti levado a comprar tudo o que nunca tive”, disse Sunny em seu julgamento.
ESTILO CAPONE
“Gastei o meu dinheiro de forma irracional, com bobagens, e não segurei meus compromissos.” Sunny Garcia foi enquadrado pelo Fisco americano pelo mesmo crime que levou o maior mafioso dos EUA, Al Capone, pra prisão: fuga aos impostos. Durante o processo, Sunny admitiu que não declarou o dinheiro que ganhou em premiações entre 1996 e 2001 – mais de 417$000 dólares. Ele deixou de pagar US$ 161 mil em taxas referentes a prêmios de campeonatos na Austrália, Europa, África do Sul, ilhas Fiji e até Brasil.Após receber a sentença na corte federal de San Diego, no dia 18 de outubro, Garcia se dizia aliviado: “Eu me sinto bem, considerando-se a situação. Tirei um peso dos meus ombros.” O ex-surfista pro e também havaiano John Shimooka falou à imprensa: “Sunny já está conformado com a idéia de ficar preso. Ele quer pagar sua dívida com a Justiça e seguir em frente com sua vida.” Mas talvez a motivação pra ele ter aceitado a pena tão bem seja outra. Pra um cara como ele, uma pequena temporada no “xis” é uma medalha de honra. Vários de seus amigos black trunk já puxaram cadeia, como Marvin Foster, Johnny Boy Gomes e Kala Alexander. Perto desses caras, Sunny era quase um playboy. Agora as coisas devem ficar mais equilibradas entre os manos do calção preto.Além disso, Garcia cumprirá sua pena na prisão de Lompoc, na Califórnia, a mesma casa de detenção que hospedou o lendário surfista marginal Mickey Dora há 15 anos. O crime de sonegação é punido com rigor nos EUA, mas Sunny, bom malandro, conseguiu através dos seus advogados uma autorização para competir na Tríplice Coroa deste ano e se apresentar à Lei apenas em janeiro de 2007. Apesar do que tem se passado, quero me divertir.”
* título plagiado de uma nota publicada na revista Hardcore; se a Veja pode copiar Viva La Brasa (“É Pau, É Pedra”, post 09/06/06), por que eu não poderia me “inspirar” em títulos alheios?
@dolfo s@´

3 comentários:

Transworld Surf disse...

"O havaiano Sunny Garcia, 36 anos, disse ter assinado documentos falsos porque queria focar seu tempo apenas no surf. (...) Depois da sentença em regime fechado, Sunny terá que cumprir 80 horas de serviço comunitário, de preferência com jovens problemáticos (...). 'Alguns jovens não puderam escutar seus pais, mas escutarão o Sr.Garcia', disse o juiz ao ordenar a pena."
tradução: Elisa Duarte

Anônimo disse...

Sunny is intimidating, but he's cool. Fights happen here, but I think they kind of blew it up out of proportion. It´s not like he goes around just kicking people´s butts everywhere...

Viva La Brasa disse...

Yeah, right... Não é que o Sunny seja treteiro, é a confusão que vai atrás dele... Isso sempre acontece comigo tb... Hehehe