sábado, junho 09, 2007

O BARATO DE GRACE KELLY
Amanhã (domingo) acontece a Parada do Orgulho Gay em São Paulo. Até aí tudo bem, não faço parte do clube e não me interesso pelo assunto. Há causas que me atrairiam mais, como os confrontos dos punks c/ a polícia no Dia do Trabalho ou a ocupação da USP por universitários rebeldes durante o mês de maio, mas também nunca fui do tipo que adere a passeatas ou outras manifestações públicas e coletivas. Fui um dos únicos estudantes do Brasil que não pintou a cara e não saiu nas ruas para protestar contra o presidente Collor no início dos anos 90 – embora eu achasse o cara um bosta. Acho que no final das contas sou um cara que prefere andar só do que mal acompanhado.
O que me chamou a atenção p/ esta passeata foi um panfleto impresso pela Associação da Parada – não só a minha atenção, mas de toda a imprensa e autoridades judiciárias: uma cartilha de 8 páginas que orienta a comunidade “GLBT” (sigla p/ gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros) sobre como evitar doenças sexualmente transmissíveis e como fazer um uso “responsável” das drogas.
O panfleto, que começou a ser distribuído na quinta-feira numa Feira Cultural, tinha o patrocínio da Prefeitura de São Paulo, do programa contra DST/AIDS do governo estadual, da Embratur, e dos Ministérios do Turismo e da Saúde, e um de seus capítulos tinha o título “Vai viajar? Fique só com o barato”, c/ dicas espertas do tipo:

> “Compartilhe a droga, nunca o material a ser usado.”
> “Faça uma piteira de papel se for rolar um baseado.”
> “Para cheirar, prefira um canudo individual a notas de dinheiro.”
> “Não misture drogas. Beba muita água. Alimente-se bem. Isso vai melhorar sua volta.”

Bruahahaha! Esses gays são uma parada, haha... É lógico que sujou geral e todos saíram dando... explicações. Regina Fachini, vice-presidente da Parada, disse que o objetivo do texto era “alertar p/ o risco de contaminação durante o uso de drogas, de acordo c/ dicas do Ministério da Saúde.” O representante desse ministério em SP disse que o folheto foi mal redigido: “É uma publicação p/ um público direcionado. (...) e vai buscar incentivar que as pessoas deixem de usar. Especificamente, não conseguindo ter essa redução do uso, estabelecer práticas que minimizem os efeitos no campo da saúde.” Mas não teve jeito e a cartilha foi
retirada de circulação na sexta-feira.
O lançamento de um panfleto assim mostra que a Parada reconhece que lá se vai usar cocaína e maconha”, afirmou o delegado Ferreira Neto, do Departamento de Investigação de Narcóticos, que disse ainda que o evento está na mira da lei: “Esse panfleto é uma aberração. É um incentivo ao uso de drogas e ao tráfico, que são crimes. A preocupação em alertar p/ cuidados de higiene não pode ser maior que a preocupação sobre o uso de drogas.” Segundo ele, o Denarc investigará a Parada p/ checar se há facilitação ou omissão ao tráfico.
A Parada do Orgulho Gay acontece todo ano na Avenida Paulista, e costuma levar às ruas milhões de pessoas. Pessoalmente, sou a favor da descriminalização das drogas,
uma medida legal simples que diminuiria drastica-mente os números da violência gerada pelo tráfico e pela clan-destinidade do uso. Todo ano, por exemplo, ocorre simultaneamente em 180 cidades de todo o mundo a Marcha Mundial pela Legalização da Maconha, no dia 8 de maio. Em São Paulo a repressão aos manifestantes costuma ser radical (a brutalidade da PM paulista é notória), mas no Rio de Janeiro o passeio da malucada pelas ruas de Ipanema costuma rolar no maior astral. Tá aí uma causa à qual eu me juntaria.

7 comentários:

stonewall celebration disse...

viva o orgulho gay! ser biba é ser feliz

Anônimo disse...

Cara a maldita Globo tá fzendo uma serie de reportagens sobre as operaç~eos da polícia federal queimando plantações no nordeste, vc já viu???? Os caras tão fazendo maior alarme, sinistrão!!!!!!!
(ass. Não Compre, Plante)

happy friend disse...

Parabéns pelo texto maravilhoso... Sempre achei q vc fosse homofóbico, pelas suas piadas... à prop´soito, a passeata foi um sucesso! :)

Viva La Brasa disse...

O texto em si já era uma piada... Não tô nem aí pra causa gay, embora ache que vcs devem ter liberdade de escolha p/ serem o que quiserem... Qto às reportagens da Globo, vi no Fantástico o puto do Bial fazendo o maior terror e achei tudo deprimente... É isso, a hipocrisia impera na sociedade. Como diria o Mr.Catra: "Legaliza, porra!!"

TECORALPHY disse...

O Blog VILA LA BRASA é bom. Entretanto há algumas observações a serem feitas:
POSITIVOS:
1) Gostei muito do fundo preto
2) A escolha das fotos
3) A escolha dos textos

NEGATIVOS:
1) Textos muito longos - nos dias de hoje as pessoas não têm tempo para grandes leituras, o bom mesmo é facilitar a vida do leitor. Se reduzir o tamnho dos textos o blog fica, automaticamente, mais criativo.
Observações:
a) Textos curtos são ótimos, mas é preciso cuidado porque, do contrário, se forem inseridas muitas fotos, o blog vira poluição.
b) Não esqueça que uma foto com uma legenda diz muito mais do que um texto quilométrico ilustrado.

Carlos Alberto de Souza e Lúcia Andrade
Aracaju/SE

MENINA disse...

Parabéns pelo texto maravilhoso... Sempre achei q vc fosse homofóbico, pelas suas piadas... à propósito, a passeata foi um sucesso!

Homem-Brasa disse...

O título desse texto seria "BICHAS LOUCAS", mas na última hora mudei pro que está aí pq achei a idéia + sofisticada, um trocadilho c/ "Grace Kelly" (que eu não entendo pq é sinônimo de gay, já que a Grace era literalmente uma princesa) e "O Barato de Grace", aquele filme da velhinha que planta maconha... Qto a mim, acho que esse mundo só vale a pena pq existem as mulheres.
(Adolfo Sá - Pussy Rider)