sexta-feira, setembro 18, 2009

SÓ NO SAPATINHO - Este é seu beijo de despedida, cão!, gritou Muntadar Al-Zaidi ao atirar seu 2º sapato em George W.Bush, durante conferência de imprensa c/ o 1º Ministro iraquiano Nouri Al-Maliki, no final do ano passado. Antes ele bradou: “Este é um presente dos iraquianos!”, arremessando o 1º sapato no ex-presidente da Amérikkka.Isto é pelas viúvas, órfãos e todos que foram mortos!”, conseguiu dizer enquanto era derrubado por seguranças.

O ataque foi simbólico – a sola do sapato representa toda a sujeira, e xingar alguém de cachorro no Iraque é pior do que ‘filhodaputa’ no Brasil. Não oferecia risco de vida ao então presidente, que desviou-se dos 2 petardos, mas rendeu ao jornalista xiita a sentença de 3 anos de prisão. “A oportunidade apareceu e não a desperdicei. Atirei meus sapatos p/ exprimir a minha rejeição às mentiras e à ocupação do meu país”, falou Al-Zaidi nesta terça-feira, ao ser libertado após cumprir 9 meses no ‘xis’ – ¼ da pena.

JE NE REGRETTE RIEN

Muçulmano xiita praticante, eclético o suficiente p/ ter em seu quarto um pôster de Che Guevara, Muntadar al-Zaidi é hoje famoso como um herói, um precursor, até no mundo sunita. Do Egito à Palestina, passando pela Indonésia e pelo Paquistão, milhares de cidadãos se manifestaram em seu favor”, escreveu a francesa Patrice Claude no Le Monde em fevereiro.

Em janeiro, guardas levaram um bolo c/ velas à sua cela, na ocasião de seu aniversário de 29 anos. Pela beleza do arremesso”, parabenizaram-no. Maith Al-Amari, famoso escultor iraquiano, lhe dedicou uma obra: um sapato gigante feito de plástico e bronze, exposto numa praça de Tikrit [cidade de Saddam Hussein]. Poetas cantam sua glória. Xeques ofereceram suas filhas.

Mas Muntadar, que foi torturado c/ chicotadas, barras de ferro, choques eléctricos e afogamento, e perdeu um dente na cadeia, recusa a pecha de herói – ele só quer justiça. “No momento em que o primeiro-ministro Nuri Al Maliki afirmava às redes de televisão que não dormiria até que tivesse garantias de meu destino, eu era torturado da pior maneira, agredido com cabos elétricos e barras de ferro", declarou o repórter na coletiva de imprensa, realizada na sede da TV Al Baghdadia, na qual trabalha.

Ele afirmou que os maus-tratos começaram logo depois de ter sido preso na sala de conferências de imprensa onde estavam Al-Maliki e Bush, a quem, acrescentou, os jornalistas estavam proibidos de fazer perguntas. “Estou livre neste momento, mas o meu país ainda continua cativo. Não sou um herói, apenas tenho uma forma de ver as coisas e minha opinião.

Al-Zaidi deixou Bagdá num avião privado no mesmo dia em que foi libertado e está na Grécia recebendo tratamento médico, uma escala p/ o destino final – a Síria. “A embaixada não tem nenhum contato c/ ele, nem dispõe de detalhes sobre a estadia”, declarou uma fonte da AFP.

POWER SURF PANDA

Ofereço essa vitória ao meu pai, Divo. Hoje fazem 8 dias que ele faleceu e sei que ele está lá em cima olhando por mim”, declarou Willian Cardoso no pódio do Ferrolterra Movistar Pantin Classic. O catarinense de 23 anos, atual vicecampeão brasileiro pro, venceu pelo 2º ano consecutivo o WQS 5* da Espanha, na última semana:Toda hora que eu entrava na água, ele mandava as ondas e deu tudo certo. Você vai fazer muita falta aqui na Terra e eu te amo mais do que tudo”, disse o bicampeão em Pantin.

Assim como Al-Zaidi, Willian calça 42 e tem a patada mais poderosa do surf nacional, a ponto de ser reconhecido pela mídia gringa como um autêntico power surfer – uma raridade p/ brasileiros, geralmente vistos c/ preconceito: "Renowned for his powerful style and big-wave surfing skills", definiu o site oficial da ASP ao noticiar sua 2ª vitória na temporada.

Seu peso, de mais de 80 quilos, aliado à sua habilidade e agressividade nas ondas, já lhe valeram uma vitória no Super Surf, surfando em casa, na Joaquina, e nada menos que 3 vitórias no circuito mundial no espaço de 1 ano: a 1ª vez na Espanha, em 2008, o repeteco semana passada e o título inédito do Azores Islands Pro, WQS 6* em Portugal, há menos de 1 mês.

Além dos $36 mil dólares ganhos nas últimas 3 semanas, o porte animal do moleque também lhe valeu o apelido ‘Kung Fu Panda’: “Quando venci lá em Portugal o Jean [da Silva] e o Marco [Giorgi] não conseguiram me levantar, amarelaram. Aí falaram que se eu ganhasse de novo, eles iam me carregar até o pódio. Mas não quis matar eles e deixei que me levassem só um pouquinho. Tá show, bicampeão em Pantin, uuuhhhúúú!”, urrou o Urso ao receber mais um checão.

Quero agradecer também toda minha família pelo apoio, por me convencerem a ficar aqui [na Europa] fazendo o meu trabalho, em vez de voltar correndo pro Brasil”, disse, referindo-se novamente ao pai. “Sem eles eu não estaria aqui hoje.” Willian enfrentou amigos nas 2 finais da perna européia – em Pantin derrotou o veterano Rodrigo Dornelles, ex-WCT, e nos Açores foi a revelação Jadson André, vicelíder do ranking. O Panda ocupa a 13ª posição e é, até o momento, o único brasileiro além de Jadson a estar se classificando pela divisão de acesso p/ o WCT 2010.

BIGODE TERRORISTAMuntadar Al-Zaidi quer justiça & liberdade p/ o Iraque, Willian Cardoso quer apenas uma vaga na elite do surf profissional. Ambos estão deixando suas pegadas numa história que ainda está sendo escrita. Enquanto isso, o responsável pela invasão do Iraque – atrás de “armas de destruição em massa” que nunca existiram – escapa ileso, não só dos sapatos de Al-Zaidi, mas dos crimes de guerra que cometeu nos 8 anos de seu governo. Só posso dizer que era um tamanho 10”, zomba Bush, usando a medida americana.

Aqui no Brasil, outro presidente, o do Senado, também desvia ligeiro de toda e qualquer acusação que lhe façam, por mais certeiras e inevitáveis que sejam. Não satisfeito em se dizer vítima de uma “campanha difamatória nazista”, José Ribamar agora chama a mídia de “inimiga das instituições representativas”. Era o que pensava a Censura, na época da Ditadura.

A tecnologia hoje levou os instrumentos de comunicação a tal nível que a grande discussão que se trava é justamente esta: quem representa o povo? Diz a mídia: somos nós, e dizemos nós representantes do povo: somos nós. É dessa contradição que existe hoje, um contra o outro, que, de certo modo, a mídia passou a ser uma inimiga das instituições representativas", declarou o inacreditável Sarney em discurso no plenário.

Num país onde o Supremo Tribunal Federal decide que jornalismo não vale diploma, e já que as 11 denúncias contra o velho Sarna foram arquivadas pela Comissão que deveria investigá-las, não seria o caso de umas sapatadas?

FAÇA SUA PRÓPRIA REVOLUÇÃO

enquanto Muntadar Al-Zaidi fazia história...

...Nouri Al-Maliki tentava proteger o 'patrão'

protesto no Iraque: o que importa é passar a idéia

homenagens do grafiteiro inglês Banksy...

...e do cartunista brasileiro Latuff a Al-Zaidi

Willian Cardoso em sua blitzkrieg na Europa

na Grécia, estudantes enfrentaram a polícia em dezembro, após a morte de Alexandros Grigilopoulos, de 15 anos

Um comentário:

fabio" binho "nunes disse...

ESSE POSTA TA ANIMAL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! UM DOS MELHORES BRASA
ABRAX