quinta-feira, novembro 05, 2009

BENDITA $OIS VÓS
Ela tem a pele branca, carinha de anjo, cabelos pintados, cintura fina, coxas grossas, seios grandes, bunda arrebitada. Está dançando p/ mim, tirando a roupa, até restarem apenas biquini, salto alto e adesivo sobre os mamilos. Ela desce do palco, passa na minha frente, eu chamo p/ conversar. Em 5 minutos estamos num quartinho dos fundos.
***
A cena descrita não faz parte de uma fantasia erótica c/ Dita Von Teese, ou algo do tipo. Aconteceu comigo há alguns anos, e a garota em questão se chama Bruna. Nome de guerra, igual a ‘Dita’.
BURLESQUEHeather Renée Sweet é a musa do momento. Estampa capas de revistas masculinas do mundo todo, é convidada p/ premiações de música e desfiles de moda internacionais, e ostenta o título de Rainha do Burlesco, tipo de espetáculo nascido nos cabarets franceses do final do Séc.XIX e exportado p/ os EUA no início do século passado.
O ‘burlesco’ é um show de strip c/ glamour. "É difícil p/ as pessoas entender que o strip tease já foi uma forma respeitada de entretenimento", diz Heather, que pegou seu nome artístico emprestado da atriz Dita Parlo, e inventou o sobrenome Von Teese numa referência fetichista sadomasô. Ela é uma das responsáveis pelo revival da estética pin up dos anos 1940/50, inspirada em modelos eternas como Bettie Page e Marilyn Monroe.
Vem de Bettie seu estilo impecável e sua aparente inocência, que acentuam a sensualidade; de Monroe, ela clonou o vestuário e a pinta acima da boca. "Eu via as mulheres dos anos 40 no cinema e pensava: nada é de verdade. Percebi que podia fazer igual. Adoro essa beleza artificial, inventada."
E Heather se reinventou. Pintou de preto os cabelos loiros, pôs silicone nos seios e virou Dita, a performer que submete seus 58cm de cintura a espartilhos de 40cm de diâmetro, transformando sua cinturinha de pilão em uma ampulheta.
PIN UP SM 009
Aos 37 anos, Dita vive o melhor momento de sua carreira. Nos cabarés da vida desde o início dos anos 90, sua exposição na mídia aumentou exponencialmente após o casamento c/ o bizarro Marilyn Manson, que durou de 2001 a 2006. Essa garota tem fixação por Marilyns ou o quê?
Há 3 anos, apareceu totalmente nua ao lado da ninfeta Scarlett Johansson em um ensaio fotográfico da revista Flaunt. Ela interpretava a escrava sexual da dominatrix Scarlett. Desde então tornou-se ícone também do público lésbico.
Após 10 participações em filmes underground como Romancing Sara [1995], Pin Ups 2 [‘99] e Naked and Helpless [2002], Von Teese finalmente recebeu um prêmio em 2005: melhor atriz no Beverly Hills Film Festival por The Death of Salvador Dali. Apesar de ter estrelado mais 3 filmes depois disso – entre eles Indie Sex: Extreme e The Boom Boom Room, ambos de 2007 – sua carreira no cinema não decolou.
Dita é uma stripper, igual a Bruna, a garota do início do texto. Ambas até se parecem fisicamente, c/ a diferença da idade [a sergipana está nos seus vinte e poucos anos], dos peitões [siliconados em uma, naturais na outra] e no modo de conduzir a carreira.
As apresentações da norteamericana são superproduções. Ela pode se despir montada num cavalo de carrossel, dentro de um estojo de maquiagem gigante ou de um copo de Martini king size. A trilha sonora é de big bands, as casas noturnas são luxuosas. Recentemente, fez uma temporada de 2 semanas no Le Crazy Horse de Paris. “Eu gosto de flashback”, me disse Bruna, dançarina de um inferninho em Aracaju.
PAY PER VIEWDita Von Teese ganha dinheiro tirando a roupa, e eu não estou falando de notas de 1 dólar enfiadas na calcinha por bêbados na beira do palco. Ela cobra US$ 75.000 por show.
E há gente disposta a pagar. Semana passada, a nova diva do Séc.XXI esteve no Brasil exibindo seu material no espetáculo Be Cointreauversial diante de uma seleta audiência, a maioria dos VIPs mulheres, como a cantora Pitty, a apresentadora Luisa Mell e a sem-noção Fernanda Young, quase explodindo dentro de um espartilho que emulava os utilizados pela atração da noite.
O show, que aconteceu na boate The Week, quarta-feira 28/10, foi promovido pela marca Cointreau [patrocinadora da stripper] e durou 10 minutos. A expressão ‘strip tease’ significa ‘provocação ao se despir’, e Dita leva sua profissão a sério: “Esse é o meu trabalho e, p/ me ver fazendo um strip, meu namorado precisa estar na platéia.
O Brasil é engraçado. Enquanto a stripper gringa era adulada na zona sul de São Paulo, a poucos quilômetros dali, em São Bernardo do Campo, ABC paulista, uma aluna da Universidade Bandeirantes era escorraçada pelos próprios colegas por causa de um vestido vermelho curto. Ela gosta de aparecer”, justificou um dos estudantes que puxaram o coro de ‘puta’. A garota, chamada Geise, teve que ser escoltada pela polícia e caiu em depressão: “Estou praticamente trancada em casa”, declarou a Rafael Ribeiro, do Diário de SP.
SHAKE YOUR MONEY MAKERViva La Brasa apóia tanto a arte do burlesco quanto a profissão mais antiga do mundo. E afirmamos nosso suporte à causa c/ 2 presentes p/ os leitores: um vídeo da Dita em ação & uma entrevista concedida a Barbara Duffles, do site Ego, na qual Von Teese revela uma admiração mútua pelo escritor Paulo Coelho – que não é nada bobo e já manifestou o desejo de ‘trabalhar’ c/ ela.
Gostar dos livros do PC até passa, ninguém é perfeito, mas $75 mil dólares por 10 minutos tirando a roupa? A Bruna me cobrou $50 reais pelo serviço completo. "Uma das melhores coisas do Brasil é a comida", diz a musa hype top of mind do strip tease.
Como você define seu trabalho?
Sou uma performista burlesca. O burlesco era uma forma de entretenimento muito popular nos anos 30 e 40 na América. As estrelas destes shows de variedades, que incluíam comédia e música, eram artistas de strip-tease, como Gypsy Rose Lee, que escreveu livros, participou de filmes e programas de TV. Basicamente o que faço é manter viva essa arte.
O que você sente quando fica nua durante seus shows?
Não costumo pensar muito nessa questão de tirar a roupa. Fico mais preocupada c/ o espetáculo, c/ a produção, a luz, o figurino – que é uma parte fundamental do show – , e c/ o que estou fazendo. Não tenho muito tempo para pensar na minha nudez, é um fator totalmente irrelevante para mim. Sou dançarina, performista, e isso faz parte da performance. Assim como uma atriz quando faz uma cena de nudez. Faz parte.
A maioria das pessoas sente vergonha de tirar a roupa em público. Do que você tem vergonha?

Definitivamente, não tenho vergonha de mostrar o corpo na frente do público. Mas sou como todo mundo, se alguém me puxar do carro e me colocar nua na rua, eu vou ficar c/ vergonha. Não sou uma exibicionista. Tenho os mesmos sentimentos que todo mundo. Mas é diferente quando estou no palco, fazendo o que sei fazer melhor.
Que cuidados você tem c/ o corpo e c/ a pele?
Faço muito pilates e ioga. Às vezes balé. Tenho muito cuidado c/ a pele, não pego muito sol, não fumo.
Você controla a alimentação?

As pessoas ficam surpresas de ver o quanto eu como. Eu amo comer! Mas eu como c/ consciência, não como junkie food. Gosto de ir a bons restaurantes.
O que você comeu no Brasil?
Fui a um restaurante incrível. Amo o jeito como se cozinha no Brasil, usando coco, banana, abóbora... Gosto muito de misturar frutas na comida.
Como os homens te olham? Eles se sentem intimidados?
Acho que sim, alguns se intimidam. Eu tenho meus fãs, e respeito as idéias de cada um sobre beleza. Cada um tem sua própria idéia do que é sexy e bonito. P/ algumas pessoas, eu sou sexy, p/ outras, não.
O seu estilo de vida interfere nas relações amorosas?
Acho que no passado sim. Faço isso há 18 anos e teve momentos em que alguns relacionamentos não deram certo por conta das coisas que fazia, das roupas que usava. Sei que não é fácil estar c/ alguém como eu. Mas acho que tenho tido sorte em encontrar pessoas que aceitam o que faço, que me entendem e admiram.
Que dicas você daria p/ as mulheres se sentirem bonitas e sensuais? Eu costumo dizer que nem eu nem ninguém pode dizer o que uma mulher deve fazer p/ se sentir bonita e sexy. O segredo é não pensar no que os outros acham que é sexy. O importante é seduzir a si mesma, sentir-se confiante. É isso que é ser sexy, e não deixar outras pessoas colocarem idéias em sua cabeça.
O escritor Paulo Coelho disse que é seu fã e que vocês vão trabalhar juntos em 2010. Quais são os planos?
Segredo! [risos] Nós temos uma admiração mútua um pelo outro. É interessante ver como as pessoas ficam surpresas e até ofendidas pelo fato de nos conhecermos.
Como vocês se conheceram?
Não me lembro muito bem, mas sei que nos conhecemos durante um jantar. Tive momentos fabulosos c/ ele e c/ seus amigos. Não tinha lido os livros dele na época, mas desde então li tudo o que ele escreveu. Foi bastante enriquecedor e me ajudou a passar por momentos difíceis.

3 comentários:

Riot disse...

É a Dita que cobra caro ou a Bruna que se vende barato? Fica a pergunta...

Viva La Brasa disse...

As duas coisas.
U$75000?! Meu casamento inteiro não chegou a R$10000!...

C/ essa grana eu abriria minha própria casa de strip, ou produtora de filmes, só p/ ficar no meu ramo.

E as $50 pratas que paguei eram uma boa grana, na ocasião.
Viva o strip tease.

Gilda disse...

I recently came accross your blog and have been reading along. I thought I would leave my first comment. I dont know what to say except that I have enjoyed reading. Nice blog. I will keep visiting this blog very often.

Lucy

http://keyboardpiano.net