quarta-feira, dezembro 30, 2009

1 ANO, 1 MÊS, 1 SEMANA E 1 DIA

O casamento vem do amor, assim como o vinagre vem do vinho.Lord Byron

O casamento é uma cerimônia em que dois se tornam um, um se torna nada e nada se torna suportável.Ambrose Bierce

O casamento é como enfiar a mão num saco de serpentes na esperança de puxar uma enguia.Leonardo da Vinci

AMAR É ou A MARÉ

Os prognósticos não eram animadores. Mas eu não tive muita escolha:

- Adolfo, você não vai me levar no bico!, me intimou minha namorada no início de 2008: - Ou a gente casa até o fim do ano ou eu chuto esse seu traseiro magro e caio fora dessa cidade!

Garota de atitude essa Gil Nogueira. Quando a conheci ela era gerente de uma famosa rede de fast food e tinha uma Honda Biz comprada c/ a grana do próprio trampo. Eu estava desempregado há quase 6 meses, andava de ônibus e não tinha dinheiro nem p/ pagar a conta nos lugares onde a gente ia.

Foi Gil quem ligou e me convidou p/ sairmos e nos conhecermos. No 1º encontro, fomos parados numa blitz. No 2º, ela me chamou de 'PALHAÇO' porque cheguei atrasado. Acho que foi ali que me apaixonei: “Tá aí uma garota que me entende!

Nós somos um exemplo real de opostos que se atraem. Ela é boa, eu sou mau; ela é alegre, eu sou triste; ela é iluminada, eu sou sombrio. Ela é evangélica, eu sou agnóstico; ela é cheia de virtudes, eu de vícios; ela é bossa nova, eu sou partido alto. Além disso, ela cozinha divinamente, eu sou ruim pra diabo no fogão.

Foi Gil que me pediu em casamento. E eu, que não sou bobo nem nada, disse “sim” antes que ela tivesse tempo de se arrepender.

BAMBOLÊ DE OTÁRIO

Fui casado por um juiz. Devia ter pedido um júri.George Burns

Se não fosse pela mulher, o casamento já teria desaparecido há muito tempo. Nenhum homem comprometeria seu presente ou envenenaria seu futuro c/ um bando de pirralhos fazendo alarido pela casa, se não fosse forçado. Cabe à mulher pô-lo a nocaute, amarrá-lo e arrastá-lo à presença de duas testemunhas p/ obrigá-lo a isso.Preston Sturges

Segundo dados do IBGE, o número de casamentos no Brasil cresceu 3,6% – de 806.968 p/ 835.846 – mas o de divórcios também – de 1200 p/ 1300 ao mês, tendência de 9% a mais de separações por ano. Proporcionalmente, o número de casais que se separam é quase 3X maior do que os que se juntam.

Obviamente, o casamento de um ateu & uma crente tinha tudo p/ dar errado. Começando pela cerimônia, que não pôde ser realizada em nenhuma igreja evangélica, já que eu sou um herege convicto. Mas “o que é que a gente não faz por amor”, já perguntava a Zizi Possi. Eu, que nunca vesti um terno em toda minha vida, abri essa exceção e me meti num risca-de-giz alugado, c/ uma gravata prateada – sugestão da mina da loja. Nos pés, um model MD2 da Drop Shoes. Fiz a barba. Em compensação, minha mulher era de fato a mais linda daquela noite, que afinal de contas era DELA [e minha também, por que não].

O pastor – marido da minha cunhada – fez suspense: “Infelizmente, não posso realizar este casamento...” Pensei: “Fodeu! Vai tentar me converter agora!” Mas o engraçadinho se saiu c/essa: “...Não posso realizar este casamento porque quem oficializará a união de vocês será Deus, e não eu.” Ufa! Não foi fácil p/mim ficar na frente de toda aquela gente – mais parentes e amigos dela do que meus – e ainda por cima SORRIR. 1 back & ½ doce me ajudaram a posar p/ as fotos, mas eu curtiria aquele momento independente de qualquer aditivo.

Levei uns vinis velhos, e depois do "...pode beijar a noiva” rolou Led Zeppelin, Black Sabbath, Ramones, Defalla e Chico Science na beira da piscina, até o aluguel expirar e sermos expulsos da mansão do Ricardo Sá [que apesar do sobrenome não é meu parente]. Esse Sá aí enriqueceu fornecendo a melhor aparelhagem p/ shows do estado: toneladas de caixas, mesas de som, etc. Sua casa fica no alto da colina do Santo Antônio, um dos lugares mais bonitos da cidade.

Partimos p/ a lua-de-mel na nossa carruagem-abóbora. Mais abóbora que carruagem, ma non troppo: não tivemos direito a uma lua-de-mel por causa dos nossos trabalhos, que continuavam na segunda-feira, mas levei-a p/ 1 noite & 1 manhã no Starfish Resort, o mais caro hotel da minha área.

DANOS MATERIAIS C/ VÍTIMAS

Nosso coração é sentimental e duro. Cremos estar participando do sofrimento da pessoa amada, quando na verdade é tudo um pretexto p/ nos enternecemos c/ a gente mesmo, c/ a nossa própria compaixão.

A sentença é de um anônimo, e assim como as outras citações, foi extraída de O Amor de Mau Humor, compilação de tiradas sarcásticas editada pelo escritor Ruy Castro, na esteira do sucesso editorial de O Melhor do Mau Humor, no início dos anos 90.

Eu & Gil estamos casados há 1 ano, 1 mês, 1 semana e 1 dia. Logo em nosso primeiro ano enfrentamos dificuldades financeiras, brigas entre parentes, vizinhos que ouvem forró no subwoofer, quase uma enchente e até um acidente: na noite de 12 de novembro, prestes a comemorar nosso 1º aniversário, minha esposa, pilotando a moto que pertenceu a meu irmão Nando – e que agora é nossa –, foi atropelada por um taxista psicopata.

Danos Materiais com Vítimas”, é a classificação do Boletim de Ocorrência: “Segundo levantamento feito no local do acidente e declaração de um dos condutores dos veículos envolvidos, podemos informar que o v1 transitava pela Rua Nossa Senhora das Dores, pista que mede 9,00m de largura, no sentido Sul/Norte, pela faixa de trânsito da direita, quando ao cruzar com a Avenida Desembargador Maynard, obtendo um avanço de 11,50m, veio abalroar-se transversalmente com o v2, que transitava pela Avenida acima citada na pista que mede 6,00m de largura, no sentido Leste/Oeste, pela faixa de trânsito da direita e que obteve um avanço de 2,00m. Após o impacto, o v1 deslocou-se 7,00m e o v2 permaneceu no lugar, ficando afastados da guia do lado direito, 3,20m e 1,20m respectivamente. Obs: A condutora do v2 foi conduzida ao hospital [...]”.

CLANDESTINO

Gil quebrou a mão, passando por uma cirurgia de emergência e um processo de fisioterapia que dura até hoje. Eu estou c/ ela e não abro: fui 'voando' pro local do acidente, bradei umas paradas pro taxista, acompanhei-a na ambulância do SAMU, fiquei no hospital até saber o resultado da operação p/ recolocar os ossos no lugar, e até tirei minha habilitação de moto após 5 anos andando clandestino, ou na fita dela.

Se participar “do sofrimento da pessoa amada” é um subterfúgio p/ “nos enternecermos c/ a gente mesmo”, sentir a dor alheia talvez seja sinal de algo maior. E, convenhamos: um puto punk & velho, feio & pobre, descrente do Céu e da Terra, ficar falando de AMOR num blog de jornalismo gonzo talvez seja a prova definitiva de que é possível contrariar estatísticas, prognósticos e clichês.

Sem medo de ser feliz.

Há vários motivos p/ NÃO se amar uma pessoa, mas basta UM só p/ amá-la.Carlos Drummond de Andrade

A maior felicidade é a certeza de sermos amados apesar de ser como somos.Vitor Hugo

O CASAMENTO EVANGÉLICO [22/11/2008]

O TAPETE É VERMELHO, MAS NEM TUDO SÃO ROSAS NO CAMINHO

ENROLADO C/ AS ALIANÇAS: MUITA CALMA NESSA HORA!..

A HORA DO BUQUÊ É UM CLASSICO: MULHERADA SE JOGA...

O EDITOR MARANHENSE BETO MATUK TIRANDO ONDA DE DJ...

TURMA DO FUNIL: WERDEN, PAULA, GABI, BRASA & ODÉCIO

NOIVO BÊBADO & AMIGOS SKATERS: SÉRGIO, RENATA, DETEFON

PISCINA DO RESORT: KING FOR A DAY, FOOL FOR A LIFETIME

4 comentários:

Espedito Santos disse...

Parabéns pelo casamento!
Eu já to encoleirado há quase 10 anos...
EXP.

Ludwig Birkner disse...

Puts velhinho já faz um ano !!! Muitas felicidade pra tu e pra tua baixinha !!!!
Que vocês continuem assim neste amor lindo e cheio de energias. Eu espero ver bem de perto vocês prosperarem.
Vocês merecem :D

programa de rock disse...

Belo post.

Celi disse...

Esse post é pra eu não desistir do amor!!
Juro que muita vezes é difícil de acreditar, me dá mais esperança de achar que o meu ainda tá por aí.
Ainda bem que tava lá pra conferir essa união e digo: foi uma das mais bonitas que presenciei. Simples, sem muita frescura e emocionante. Ainda mais por serem pessoas tão diferentes.
Isso sim é amor!
Bjs e muitas felicidades pra vcs