sábado, fevereiro 27, 2010

K$10
RESPEITÁVEL PÚBLICO!..
O circo da ASP já está armado, e hoje rolou a 1ª fase da etapa de abertura do World Tour 2010, um ano que promete, c/ a volta de Andy Irons e Neco Padaratz ao circuito, as mudanças no formato de competição e na data de alguns eventos, a richa entre os 'Coolie Kids' Mick Fanning - atual campeão mundial - e Joel Parkinson - vice - , e o mítico 10º título mundial de Slater. Será?
Apenas uma semana antes, Taj Burrow venceu o Breaka Pro [WQS 4*] numa praia ali do lado, Burleigh Heads, que não recebia uma etapa do mundial há 10 anos. Burleigh é uma direita parecida c/ Snapper Rocks, picadeiro do Quik Pro. "O campeonato todo foi épico, altas ondas e o surf de mais alta performance que já vi", disse Taj, atual Pipe Master e eterno candidato ao título de campeão do mundo: "Foram tantos aéreos, todos os competidores voando tão alto que já tava valendo apenas fazer parte daquilo". TB derrotou na final Josh Kerr, Owen Wright e Dusty Payne, só fera da nova geração.

Em Snapper, Taj deu mole e perdeu pro azarão Chris Davidson. Ele foi o único Top 5 a perder hoje. Fanning, "2X world champ" local do pico, representou marcando 17.23 pontos, 2ª melhor média do dia. "Estou tendo problemas c/ minhas pranchas. Durante as férias me fechei na oficina c/ meu shaper Darren Handley e ainda estamos trabalhando nos ajustes. Tive sorte dessa velha prancha mágica funcionar bem, vou mandar ele fazer umas réplicas delas", diz o homem-bala: "Você tem que fazer o que é preciso na água. Às vezes, o que parece ser uma boa onda se torna um blefe. Tô amarradão de ter passado essa!"

Joel Parkinson, trivice mundial [2002/04/09] e bicampeão desse evento, dominou o 'globo da morte' - aquele tubo que quebra em frente às pedras - e venceu seu 'heat'. O equilibrista Bede Durbidge, 3º do mundo, também segue na sua linha. E Adriano de Souza, brasileiro nº 5 da ASP, travou um duelo particular c/ o tahitiano Michel Bourez p/ levar pelo apertado placar de 13.90 x 13.47 [com 8.83 o novato Blake Thorton ficou lá atrás, em 3º na disputa]. "Hj deu classico snapper 4 pes perfeito amanha tem mais", tuitou Mineirinho.

Nosso caçula Jadson André, 20 anos e vindo de um decepcionante vicecampeonato no Mundial Pro-Jr pelo 2º ano consecutivo, liderou o ataque da nova escola marcando a maior média entre os estreantes, 14.90, p/ vencer os nativos Adam Melling e Dean Morrison - campeão da prova em 2003. Owen Wright, nova promessa aussie, marcou 14.10 e também passou direto p/ a 3ª fase. Mas legal mesmo foi ver os animais selvagens Brett Simpson e Dusty Payne devorarem os malabaristas Dane Reynolds e Jordy Smith, nºs 10 e 11 do ranking respectivamente.

O tricampeão mundial AI e o bicampeão do WQS Neco seguraram a lanterna em suas baterias e também vão p/ a repescagem, junto c/ mais um "brazzo" [como fomos apelidados na Austrália], Marco Polo, que perdeu p/ outro adepto da máquina zero - azar do Polo, foi cair logo c/ ele, o artista principal do maior espetáculo da Terra: aos 38 anos, Kelly Slater descabelou o palhaço e mostrou que continua O CARA a ser batido, 17.77 pontos em 20 possíveis, maior média do round 1. "Eu perdi uma onda muito boa no início", diz o anormal: "Vi rodar um tubo e foi frustrante, senti que tinha que ser mais paciente. Aí tirei um 8.5 numa onda que parecia que ia engordar, entrou meio devagar mas alinhou e foi boa. Ainda peguei outra melhor p/ tirar o 9.27 que me garantiu a vitória."

Slater vencerá e partirá c/ tudo p/ a disputa do título mundial? Mick e Parko vão deixar? E Andy, seu arqui-rival? E os brasileiros nessa história? "Por favor me falam o que vcs acham. Agradeço Mineiro", escreveu Adriano no Twitter.


FONTES: ASP World Tour, Los Angeles Times, Waves e Nas Ondas Com Banana

2 comentários:

Viva La Brasa disse...

domingão, day off na gold coast.

os caras estão c/ medo de tsunami depois dos terremotos no chile:

http://www.google.com/hostednews/epa/article/ALeqM5hKn_w6UlZ9ol8cxKu3ZFjKNtwPaQ

dá tempo de fazer suas apostas...

FUN disse...

a melhor cobertura, sem dúvida!!!!!