quinta-feira, dezembro 30, 2010

CONTAGEM PROGRESSIVA


Nada à sua volta/ sendo o tempo/ o que irá te levar/ sem saber/ onde quer chegar”...

Hoje à noite acontece a Festa da Antevéspera no Capitão Cook, o barzinho mais rock’n’roll de Aracaju. A balada terá 2 DJs e 2 dos melhores grupos já surgidos por essas bandas: Snooze e Plástico Lunar.

Snooze é a marca dos irmãos Fabinho Oliveira & Rafael Jr., respectivamente vocal/baixo e bateria – cozinha azeitada pela convivência de uma vida inteira e quase 20 anos na estrada. São 3 discos lançados, cada um c/ uma formação. Atualmente os irmãos Snoozers contam c/ Luiz Oliva na guitarra [da banda instrumental Perdeu a Língua] e um carinha da orquestra sinfônica nos teclados. Indie rock da melhor qualidade.

Plástico Lunar também é uma banda de família. No caso, os irmãos Daniel Torres, vocal e guitarra base, e Plástico Jr., vocal e contrabaixo. Completam o combo o lendário batera Marcos Odara [Crove Horrorshow], o tecladista Léo Airplane [Naurêa, Banda dos Corações Partidos etc.] e o guitarrista Júlio Andrade, o Julico da Baggios, responsável pelos insanos solos.

A noite vai ser boa, sou amigo dos 2 grupos. Há duas semanas gravei um programa de TV c/ Daniel, e de lá saímos p/ beber num boteco de esquina da zona oeste – eu, ele, Adelvan K. do Programa de Rock, Maicon Stooge da Swamp Beat Brothers, e Karl di Lyon da Mamutes.

Eu, particularmente, acho que a Plástico é uma banda c/ composições muito ricas, cada membro da banda compõe do seu jeito”, diz Julico: “Eu faço meus sons mais hendrixianos; o Júnior puxa mais pro progressivo; Daniel já é um cara mais baladeiro, que também explora muitos riffs e melodias psicodélicas sessentistas, e por aí vai. Cada música é uma história. Acho que isso torna um disco ou um show menos cansativo.

Conheço Fabinho e Rafael Jr. desde que éramos adolescentes – Rafael foi meu parceiro no zine Cabrunco – e Luiz é meu colega de trabalho na Aperipê. Da Plástico eu me aproximei depois de co-dirigir o clip de Gargantas do Deserto, do álbum Coleção de Viagens Espaciais, de 2009.

Lançado em dezembro do ano passado numa sessão de cinema, nosso clip foi muito criticado por algumas pessoas daqui por não contar uma história nem ter efeitos de transição. Mas essa era a idéia – som no talo sem frescura. Como disse meu amigo belga Damien Chemin, diretor dos filmes Rendez-Vouz e La Monique de Joseph:

Quem non gostar desse clípê é porque non gosta de rrrock!


3 comentários:

Viva La Brasa disse...

grande salve aos amigos bebegás, genisson e rian santos.
thanks for all your support, folks.

Riot disse...

Muito show esse clip!! Fala sério que teve gente que não gostou? Devia tocar na MTV (se a mtv tocasse rock kkkk)... Feliz ano novo, gato.

spleencharutos disse...

Bom saber que a Snooze voltou à ativa. Tava fazendo falta!