sábado, fevereiro 19, 2011

MAIS RÁPIDO, GATINHA! MATA! MATA!  
Eu quero que meus filmes pareçam comédias porque sexo é engraçado!

Diretor de filmes divertidos & violentos c/ mulheres bonitas em situações surreais. Não, não estou falando de Quentin Tarantino. 30 anos antes, Russ Meyer já filmava histórias absurdas & barra-pesada c/ garotas peitudas. Escreveu, dirigiu e produziu 26 filmes. Tarantino fez 7 até agora, e pelo menos 2 dos mais recentes bebem direto na fonte do Rei da Exploitation.

As vingadoras de KILL BILL e DEATH PROOF trazem referências óbvias a FASTER, PUSSYCAT! KILL! KILL!, desde o uniforme da noiva Mamba Negra na trilogia K.B. [o terceiro está sendo produzido] até a perseguição de carro no deserto c/ as mulheres porrando o psicopata no final de À PROVA DE MORTE. Uma das atrizes até usa uma camiseta c/ a estampa de FASTER...

Pois o que era referência tem tudo p/ virar reverência. Tarantino estaria filmando um remake do clássico de 1965. O boato foi espalhado pela revista Variety em 2008, que anunciou que o diretor de PULP FICTION faria uma versão “ainda mais vulgar” c/ Eva Mendes, Kim Kardashian e, por incrível que pareça, Britney Spears no papel principal de líder da gangue.

Passaram-se 3 anos, o nome de Britney foi descartado, cogitou-se Lady Gaga – de quem Quentin ficou amigo após o clip de Telephone – e agora parece que a coisa vai, c/ Tera Patrick interpretando Varla. Apesar de desconhecida do grande público, Tera é uma veterana do circuito alternativo.

Seu nome verdadeiro é Linda Ann Shapiro, mas já atuou como Brooke Thomas, Sadie Jordan e até Tara Patrick [nome real da atriz Carmen Electra]. Tem 35 anos, trabalhou em mais de 80 filmes e ganhou 12 prêmios como o Foxe, Hot d’Or, Venus e CAVR, sigla de Cyberspace Adult Video Reviews. Sim, filmes adultos. Ela é uma lenda da pornografia.

Em 2009 criou sua própria empresa, c/ lucros de US$ 30 milhões até aqui. De origem inglesa e tailandesa, foi casada por 7 anos c/ Evan Seinfeld, baixo e vocal da banda Biohazard, que sob o pseudônimo Spyder Jonez dirigiu e contracenou c/ ela nos filmes Island Fever e Reign of Tera 1 e 2. O casal não está mais junto desde que Tera abandonou a indústria pornô – enquanto Evan entrou de cabeça.

Em sua autobiografia Sinner Takes All, Patrick descreve a separação. “Sou sua esposa e esse é o laço mais forte que duas pessoas podem ter, e isso tem que vir primeiro!", disse ao marido: "Eu saí do pornô, e quero que você pare! Você me prometeu que faria filmes somente por alguns anos... Seus ‘alguns anos’ acabaram!

Segundo a Variety, Tarantino a adora. “Eu fui feita p/ este papel”, diz Tera, que tem os atributos físicos necessários p/ substituir Tura. Se ela sabe brigar eu não sei, mas já provou que é boa no corpo-a-corpo. “Estou honrada c/ o convite. Será o remake mais quente de todos os tempos!” A estréia é prevista p/ 2012, antes mesmo de KILL BILL 3.

Enquanto isso, fiquem c/ cenas de Common Law Cabin e VIXEN, clássicos de Russ Meyer de 1967 e 68, e o clip de Laisse Tomber Les Filles da cantora France Gall, de 64, cuja versão americana, batizada de Chick Habit e interpretada por April March, encerra DEATH PROOF.

Essa é a original, composta pelo genial Serge Gainsbourg”, explica Maicon do blog Canço Mariano: “Laisse Tomber Les Filles foi feita p/ ser gravada pela France Gall, o Serge devia estar comendo ela...

DE TURA A TERA
SATANA E SUAS AMIGAS DETONANDO NO GO-GO DANCING
ERICA GAVIN, DE VIXEN, RETRATADA POR EUAN MACTAVISH
TERA PATRICK FOTOGRAFA BEM EM PRETO & BRANCO

Um comentário:

Riot disse...

Série matadora!!! ;P