sexta-feira, abril 15, 2011

BIKE RIDE
Começa hoje o Abril Pro Rock, evento que há 19 anos promove o encontro de artistas de Pernambuco c/ bandas de todas as partes do Brasil e do mundo. Já passaram por lá os belgas da dEUS, os californianos Dead Fucking Last e Suicidal Tendencies, o novaiorquino Jon Spencer c/ seu Blues Explosion, e os ingleses do Asian Dub Foundation e do Motörhead, p/ citar apenas os gringos. Foi lá que Chico Science fez seu melhor show c/ a Nação Zumbi, que Tom Zé rasgou uma nota de dólar e que Otto lançou sua carreira solo depois que saiu do Mundo Livre. Este ano, além da diversidade de bandas nacionais – que vai da rapaziada do Eddie, Matanza e Musica Diablo aos veteranos da Ave Sangria – e das atrações internacionais – DxRxIx, Misfits e Skatalites – um nome chama atenção no cartaz, ali no canto em fontes bem pequenas:

Bicicleta Sem Freio. Há 3 anos assinando a arte do festival, Renato Reno, Douglas de Castro e Victor Rocha são o trio de desenhistas goianos que compõe o coletivo BSF. Conheceram-se em 2003 no curso de Artes Visuais da UFG e em 2005 montaram um estúdio “de criação focado em animação e ilustração”, diz Reno. “Preferimos aguardar que os clientes nos procurem pela linguagem autoral dos nossos trabalhos ao invés de garimpar o mercado.” Mesmo sendo alternativos e morando em Goiânia, já fecharam contratos c/ gigantes corporativos como Sony, Nike e Converse, garantindo seu modus-operandi em grande estilo. A marca registrada do grupo são os desenhos de pin-ups c/ corpos perfeitos em motivos psicodélicos.

A referência principal dos ilustradores do Bicicleta Sem Freio é o universo rock’n’roll”, diz a amiga Vanessa Cavalcante. “Os desenhos são feitos à mão, tendo o lápis, a caneta nanquim e a mesa de luz como grandes companheiros do processo de criação. Não é difícil encontrar composições que foram desenhadas na íntegra, incluindo a tipografia dos textos. Dessa forma, muitas vezes o computador é usado apenas para tornar o trabalho reproduzível.” Dão seu suporte à cena rock local c/ cartazes de festas e capas de discos que se tornaram lendários – já fizeram as artes dos festivais Bananada e Goiânia Noise e colaboram c/ MQN, Macaco Bong e outras bandas da região Centro-Oeste.

Douglas e Victor fazem parte da Black Drawing Chalks, os “Desenhos Pretos de Giz de Cera”, banda de stoner-rock onde tocam guitarra e bateria ao lado de Renato Cunha e Denis de Castro. Já lançaram 3 discos, abriram p/ Nashville Pussy, excursionaram no Canadá e tocaram no SWU. Victor é o principal vocalista e autor de My Favorite Way, melhor single de 2009 segundo a revista Rolling Stone. P/ esta música o BSF produziu uma animação insana repleta de garotas de sonho num ambiente onírico – uma espécie de Yellow Submarine p/ adultos. O clip foi feito “depois de muita conversa fiada e rabiscos”, diz Reno. “O importante é sair bem-feito e c/ nossa identidade”.

Não é a toa que o lema dos caras é “MUITO FETICHE E BELAS MULHERES”.

CARTAZ DO ABRIL PRO ROCK 2011
 PRÓXIMO SHOW DA BLACK D.C.
 VIDEOARTE NO EL CLUB (foto: Kai Labre)
CENAS DE 'MY FAVORITE WAY'

2 comentários:

Viva La Brasa disse...

confira a cobertura da 1ª noite do APR 2011 no blog do Programa de Rock:
http://pdrock-sergipe.blogspot.com/2011/04/noite-preta-pretissima.html

Kátia disse...

Belas artes!