quarta-feira, junho 08, 2011

MUSA DO MAR
 
No início do ano a FM Sergipe promoveu em seu portal na internet o concurso Diva do Mar, baseado numa canção da banda Alapada. A vencedora Katielle Messenger é linda, mas toda a premissa do concurso é errada. O termo “diva” é oriundo da ópera e tem mais a ver c/ cantoras e atrizes consagradas do que c/ gatinhas rebolativas. O certo seria “musa”, figura feminina que traz inspiração. E se eles queriam encontrar uma Musa do Mar, por que não procuraram dentro d’água?

Sergipe tem as surfistas mais bonitas do Nordeste c/ os biotipos mais diversos, da índia Alice Mendonça à loira Coralina Petroli Silva. Dentre todas elas, nenhuma alia tão bem beleza c/ performance em cima da prancha quanto Carine Gois, 22 anos, morena clara de cabelos queimados de sol. Formada em Ciências Biológicas e se especializando em Biologia Marinha pela UNIT, é uma atleta fissurada; quando não está pegando onda na Atalaia, pode ser encontrada malhando na Academia da Praia, ou no Studio Wave, onde faz treinamento funcional, ou na clínica estética Visual Chic – três de seus apoios.

Carine participa de concursos. De surf. E geralmente vence. É a única mulher surfista do estado que já recebeu prêmios em dinheiro, por suas 5 vitórias no Verão Sergipe – R$ 500,00 a cada edição. Campeã baiana, nordestina e vice nacional em 2008, faz parte da seleção brasileira universitária há 3 anos, c/ a qual já conquistou 2 Desafios Internacionais – o último deles em março, na Praia do Futuro em Fortaleza [CE]. Atirada, viajou sozinha p/ competir no Chile e Peru, onde pegou as maiores ondas de sua vida. Ano passado obteve seu 2º título baiano universitário.

Surfando c/ as pranchas do shaper Beto Alves de Natal [RN], a musa da água salgada acaba de fechar contrato c/ a Natural Art, marca californiana c/ filial em São Paulo, e já estreou o novo patrocínio vencendo o Festival Baiano de Surf. Há duas semanas, obteve seu 5º título sergipano consecutivo ao vencer o Ondulação Open. Carine tem muitas amigas no surf, mas nenhuma adversária à altura por aqui. Conversei c/ ela antes de sua próxima competição, o campeonato brasileiro universitário em Baía Formosa [RN].

Deu mole, FM, a verdadeira diva do mar tá no Viva La Brasa.

VIVA LA BRASA - Como você começou a surfar?
CARINE GOIS - Desde cedo convivi com parafinas, cordinhas e pranchas pela casa, filmes de surf rolando na TV... Meus irmãos sempre surfaram e por incentivo deles resolvi tentar também encontrar meu lugar ao sol. Juntei algumas amigas (Anne Chase, parceira até hoje, Gabriela Puggi, Isa Barreto, Raquel Leão), resolvemos cair na água e foi para não querer sair mais, pois o surf transformou minha vida. Quando ia com meu irmão Rafael e o mar estava bom ele me largava na beira e remava lá pra dentro para pegar boas ondas e eu ficava só na vontade de entrar, kkkkkkk... Eu agradeço, pois me motivou a aprender a ‘varar’ a zona de arrebentação mais cedo. Hoje somos super parceiros do surf e a remada é lado a lado, fazemos imagens e edições. Nos divertimos e trabalhamos juntos com isso. Parceria dentro de casa é a melhor! Kkkk... (meu irmão lindo, te amo!) No início são muitos os desafios, parece impossível se equilibrar e conseguir executar manobras como os surfistas mais experientes, mas como já disse Marcelo D2, ‘a persistência é que leva a perfeição’. E a cada surf um novo desafio surge e o prazer de vencê-lo é inexplicável.

VLB - Como foi seu primeiro campeonato?
CG - Eu tinha pouco tempo de surf e noção nenhuma sobre competições e baterias. Mas estava no auge do encanto pelo esporte, e por ‘pilha’ de alguns amigos me inscrevi no meu 1º campeonato, mal sabia que seria o primeiro de muitos que ainda iria correr. Minutos antes da minha bateria alguns amigos me explicaram como funciona a coisa, quantas ondas poderia pegar, quantas iriam somar, etc. Mas na hora a adrenalina foi maior  e só sabia que tinha que pegar boas ondas para avançar para a fase final. Por não entender sobre critério de julgamento, pensei: ‘tenho que pegar as maiores ondas!’... Só que nesse dia tínhamos boas condições na praia da Cinelândia e comecei a remar em ondas muito maiores do que já estava acostumada, resultado: várias ‘vacas’ e muitos caldos! (risos)

VLB - Qual era a sua idade?
CG - Eu tinha 13 anos e devo ter ficado em último lugar. Kkkkkkkk... O que foi incentivador para um dia chegar ao topo do pódio.

VLB - Você continua sendo a única surfista de Aracaju a competir fora do estado?
CG - São poucas as meninas sergipanas que saem para competir em estados vizinhos ou em um circuito nacional. Geralmente viajo sozinha, o que acho um ‘saco’... kkkk. Mas a surfista Chayenne Dantas tem me acompanhado nos últimos eventos. Uma parceira traz conforto e segurança.

VLB - Tá competindo no circuito brasileiro amador, Carine? Já correu algum na íntegra?
CG - Este ano não tentei o circuito amador. Estou mais focada no Circuito Brasileiro Petrobras de Surf Feminino e no Brasileiro Universitário.

VLB - Você já competiu em campeonatos fora do Brasil e acaba de ser campeã do desafio Brasil X Portugal c/ a seleção universitária. Como entrou no time?
CG - Entrei para a Seleção Brasileira através do Circuito Brasileiro de Surf Universitário. A seleção é composta por 4 atletas da categoria feminina e 4 atletas da categoria masculina. Esse time vai enfrentar outros países nos Desafios Internacionais e nos Pan-Americanos Universitários. A equipe é modificada todos os anos de acordo com os 4 primeiros do ranking do Circuito Brasileiro. Já estive dentro da Seleção Brasileira por duas vezes e espero me manter nela. Na primeira vez, representei o Brasil no Desafio Internacional Brasil X Peru, realizado lá, onde fomos campeões em 2009. E no Desafio Internacional Brasil X Portugal, realizado em Fortaleza, o Brasil mais uma vez provou seu favoritismo ganhando o evento, agora no começo de 2011.

VLB - Falando em equipe, vc é a nova contratada da Natural Art, a única mulher patrocinada pela marca no país...
CG - Sim, sou nova atleta da NA e estou super feliz por representar o lado feminino de uma marca que sempre apoiou o surf, inclusive sempre está envolvida em eventos sergipanos. O fato de ser a única mulher na Natural Art é um incentivo a provar a força do surf feminino no Brasil.

VLB - Já pensou em mudar pro Sudeste ou pro Sul, p/ ficar mais perto das principais competições?
CG - Sim, pensei e ainda penso em realizar. Penso em me mudar ainda no fim deste ano se tudo ocorrer como desejado, pelo surf e também pela minha carreira de bióloga marinha, sem dúvidas o Sul seria um bom lugar para essa combinação.

VLB - Quais seus picos preferidos? E qual o maior mar que já surfou?
CG -  Picos preferidos: Thermas - Litoral Norte [SE], Lajão - Pipa [RN], Prainha - Itacaré [BA], Punta Rocas - Peru. O maior mar que surfei foi em Punta Rocas, em agosto de 2009. O mar tinha de 8 a 10 pés!  Nesse dia não dormi ainda em êxtase, relembrando das ondas que dropei. Inesquecível.

VLB - Você é bióloga. Pretende trabalhar no projeto Tamar ou algo do tipo? Ou prefere se profissionalizar no surf?
CG - Ser profissional do surf é um grande sonho meu, mas tenho que andar com os pés no chão, pois o mundo dos atletas é muito instável. Temos que sempre estar no topo para nos manter bem. Por isso por toda minha vida conciliei os estudos e as competições. E agora minha profissão é o surf. Se tiver boas oportunidades de entrar no cenário profissional do surf, irei correr atrás disso sim! Até porque quanto antes melhor! Mas nunca irei abandonar meu sonho de bióloga marinha. Tenho muitos planos para esta carreira também e estou correndo atrás para realizá-los.

VLB - No Facebook vc faz parte de grupos de discussão do plano diretor de Aracaju e das votações no Congresso. Gosta de acompanhar a política?
CG - Não gosto tanto de me envolver na política, não é um assunto que me atrai muito. Porém fazemos parte disso e temos que estar antenados no que rola pelo mundo, pois fazemos parte dele e temos de saber nossos deveres e direitos.

VLB - As mulheres são naturalmente vaidosas, só que o sal do mar e o sol do nordeste detonam pele e cabelo. Como vc se cuida?
CG -  Realmente o sal e o SOL do nordeste nos exigem mais cuidados, não só pela beleza mas pela saúde também. Uso muito protetor solar (todos os fatores, no mínimo 30), corporal, facial e labial. (risos) Protetor é igual à parafina, não pode faltar! Quanto ao cabelo, o meu adora um dia inteiro de sol e sal, mas claro que só exibe seu efeito depois de ser bem lavado e hidratado. O sol dá uma coloração única aos cabelos, privilégio das meninas que vivem na praia. Faço hidratações básicas semanais e sempre tenho na bolsa de praia um bom creme para salvar depois do surf.

VLB - Carine, vc é bonita e jovem.  É muito assediada na água? Os caras liberam umas ondas na tentativa de ganhar uma moral contigo?
CG - Primeiro obrigada pelos elogios! =D... É, acredito que já ganhei muita onda por conta disso! Kkk... De fato existe um pouco de assédio em alguns surfs. Acho que admirar é legal desde que exista um respeito. E liberar onda ganha uns pontinhos tbm. (risos)

VLB - E aí, já tá mandando aéreo?
CG -  Acho o aéreo uma manobra muito massa! Já consegui mandar um e voltar, no free surf, mas nem tenho idéia de como saiu... Acho que bem baixo! (risos) Durante um tempo estava viciada em tentar mandar aéreo e tomei umas reguladas por isso, porque ‘perdia’ toda a onda correndo para tentar voar no fim. E o surf competição exige uma linha, surfar a onda por completo com variedade de manobras. Também descobri o quanto é gostoso mandar um  lay back  e um cut back completo! A cada surf um novo prazer. 

SOB A LUZ DO SOL*
PANCADÃO VERTICAL NA PRAIA DO FAROL, ARACAJU
 CUT BACK C/ MUITO ESTILO NO HAVAIZINHO, ATALAIA
 
BAÍA FORMOSA, ONDE COMPETE SEMANA QUE VEM
AO CENTRO DA SELEÇÃO BRASILEIRA UNIVERSITÁRIA
DROPANDO UMA BOMBA EM PUNTA ROCAS, PERU
 TREINANDO DE WAKE NO MANGUEZAL, SERGIPE
O PONTO FORTE DE CARINE É O BACKSIDE
ESTREANDO O NOVO PATROCÍNIO C/ VITÓRIA
carinegois.blogspot.com


CLIP DA CAMPEÃ DO CONCURSO DIVA DO MAR [NUMA PISCINA!]
* trecho da letra de Diva do Mar do grupo Alapada

2 comentários:

Rian Santos disse...

Que beleza de matéria, meu querido!

Anônimo disse...

Para as criaturas "inteligentes" é necessário uma explicação...
Esse vídeo feito em uma piscina foi APENAS para mostrar a vencedora da promoção!! O CLIP ainda será divulgado!

Uma dica para vocês: Saibam valorizar quem vocês querem sem desmerecer outras!