sábado, outubro 08, 2011

ROTA DO CANGAÇO
JN CHARLES NA ROTA DO SERTÃO. foto: Ramon Ribeiro 

Duas e meia. Começa agora o 3º ALTERNATIVO ROCK, festival no interior de Sergipe c/ Radiola, Urublues, Mamutes, Karne Krua, Nucleador, Hatend e Rotten Horror. Escalação bem melhor que a do governo, que há 2 anos contratou a banda Psirico e o cantor Danielzinho p/ a inauguração da Rota do Sertão, malha asfáltica de 216 km que passa por 9 municípios até chegar em Canindé de São Francisco, divisa c/ Bahia e Alagoas.

Banhada pelo 2º maior rio do Brasil, sede do Museu de Arqueologia e da Usina Hidrelétrica de Xingó, Canindé tem cavernas c/ pinturas rupestres, cânions margeando o Chico, o intocado Vale dos Mestres e a Rota do Cangaço – a grota de Angicos, esconderijo onde Lampião, Maria Bonita e mais 9 cangaceiros foram emboscados, fica na vizinha Poço Redondo. Destino turístico cujo potencial ainda está sendo descoberto. Eu estive lá no início de 2010.

Já fui algumas vezes a Xingó”, diz Ramon Ribeiro, skatista amador e fotógrafo profissional. “Quando levei o Adelmo Jr. e sua família, conversando a respeito do lugar, do sertão, do cangaço e das nossas raízes, surgiu a idéia de uma trip de skate.” Ramon é colaborador da revista 100% Skate, Juninho é atleta internacional e sócio da marca VIVA Wheel. “Adelmo voltou pra Califa e quando retornou ao Brasil meses depois já foi no intuito de fazer a trip.

A dupla montou o bando e fechou a barca: Eduardo Freire, JN Charles, Franklin Morales, Charles Starret, Alisson Rosendo e João Griguilim [foto]. Edu é cinegrafista dos bons e ficou encarregado de produzir o vídeo, Ramon fez as fotos e escreveu a matéria de 8 páginas na 100% de agosto. “Imagine um lugar onde a temperatura chega fácil aos 30o (com sensação térmica de 40o). Agora pense em andar de skate nesse clima pra lá de abafado.

Carrinho & cangaço NA ROTA DO SERTÃO. Leia a reportagem dos cabras na íntegra, clicando nas imagens abaixo. E se instigou p/ conferir o Alternativo Rock, ainda dá tempo. São 3 horas de carro entre Aracaju e Canindé, o asfalto é um tapete e a pista tá livre. Bem diferente das trilhas de espinhaço & mandacaru dos tempos de Lampião.


Nenhum comentário: